Dança de Salão

Pode-se dizer que dança de salão é toda a dança social, ou seja, que se dança a dois. Os mais variados ritmos são englobados pela dança de salão.
Segundo historiadores, as danças de casais tornaram-se populares no início do século XIX, embora tenham surgido no século XIV, e evoluído nos séculos seguintes (apenas entre os nobres).
A dança de salão foi introduzida no Brasil em 1914, a princípio com a valsa e a mazurca.
Esse tipo de dança tem como característica regras a serem seguidas, as quais caracterizam cada ritmo. Um aspecto marcante de sua performance é a sensualidade e elegância entre quem a dança.
A dança de salão é, além de uma forma de lazer e descontração, é uma atividade física indicada tanto para jovens, quanto para pessoas mais velhas. Afinal, esta é uma atividade muito democrática, que pode ser exercida por praticamente todo mundo. Além disso, quando praticada periodicamente, a dança de salão passa a ser considerada uma atividade física, oferecendo vários benefícios à saúde. 

Benefícios da Dança de Salão

  • Relaxamento

    como a dança de salão é muito divertida, ela ajuda a pessoa a relaxar, contribuindo com a diminuição do estresse, que pode levar a vários benefícios tanto físicos quanto psicológicos. Uma hora de dança de salão pode te ajudar a ter uma noite de sono muito melhor.

  • Interação social

    como a maioria dos ritmos exige um certo nível de contato com outra pessoa, a dança de salão acaba incentivando a interação social. A confraternização que acontece durante as aulas também pode ajudar principalmente pessoas mais tímidas.

  • Autoconfiança e autoestima

    ao perceber que é possível aprender vários ritmos com seu trabalho e esforço, a pessoa também acaba desenvolvendo autoconfiança. Além disso, dançar periodicamente leva ao emagrecimento e mudanças corporais positivas, o que também contribui para o aumento da autoestima.

  • Memória

    para aprender vários ritmos, com vários passos e coreografias diferentes, é preciso usar muito a memória, o que pode ser bastante positivo para pessoas com mais idade. Exercitar a memória constantemente auxilia o cérebro contra a prevenção de doenças como mal de Alzheimer.

  • Aumento da energia

    toda atividade física deixa a pessoa mais ativa devido ao estímulo da energia. Assim fica muito mais fácil desenvolver outras atividades, tanto no trabalho quanto em casa. Com tanto pique, é provável que você deseje dançar todos os dias!

  • Aumento do tônus muscular

    embora a dança de salão não envolva trabalhos musculares diretos, a musculatura acaba se tornando mais firme devido ao trabalho contínuo. Como não há hipertrofia, os músculos não aumentam, mas recuperam o tônus, principalmente das pernas e dos glúteos.

  • Aumento do equilíbrio e da coordenação motora

    a dança de salão leva a um aumento da consciência do corpo e de como ele se move, desenvolvendo ainda mais a coordenação motora e o equilíbrio. A atividade também ajuda no desenvolvimento da percepção espacial.

  • Desenvolvimento cardiovascular:

    a dança de salão não deixa de ser uma atividade física e, como toda atividade física, leva ao desenvolvimento cardiovascular, pois acelera os batimentos fazendo com que o aluno transite por diferentes zonas de frequência cardíaca Pessoas com problemas respiratórios podem melhorar muito ao praticar dança de salão periodicamente.

  • Melhora na posturacardiovascular:

    em qualquer dança, inclusive na de salão, ter postura é fundamental para que os passos sejam executados corretamente e também para que a coreografia fique mais bonita. Essa postura usada durante a dança tende a se tornar mais constante na vida de um praticante da dança, pois a pessoa percebe que manter a coluna no lugar é melhor para ela e ainda previne dores.

  • Diversão e bem-estar

    a dança de salão é uma atividade muito divertida, que estimula o corpo e a mente. Para quem não gosta de atividades físicas tradicionais, como musculação e ginástica localizada, a dança de salão pode ser uma ótima opção. Além disso, realizar uma atividade divertida e prazerosa aumenta o bem-estar da pessoa.

Sertanejo

O gênero musical sertanejo ganhou festas e baladas do País inteiro. Para entrar no clima e curtir a música, muitas pessoas não só cantam como dançam. Com passos ensaiados ou não, a dança sertaneja é uma maneira de se divertir muito seja em casal, grupos de amigos e até sozinho.
Entre nessa dança conosco e confira um pouco da história da dança sertaneja, influências, as vertentes mais atuais e até a inspiração country.

Origem da dança sertaneja

A população do sertão desenvolveu um ritmo musical conhecido como sertanejo, que apresenta influências das melodias caipiras e da moda de viola. Os passos que acompanham esse gênero e suas derivações têm as danças tradicionais brasileiras como principal inspiração.
A composição do gênero sertanejo universitário dá créditos ao sertanejo de raiz, arrocha e da música brega. A coreografia dessa vertente musical carrega forte influência dos passos das suas inspirações e da música country, característica dos Estados Unidos. A região metropolitana de Campinas, no estado de São Paulo, é conhecida como ser um polo desse tipo de dança.

Zouk

Zouk significa festa. É um genero musical originário das Antilhas francesas, no Caribe, das ilhas de Martinica, Guadalupe e São Francisco.
É um rítmo dançado no Norte do Brasil, nos Estados do Pará e do Amapá e no Nordeste na cidade de Porto Seguro, na Bahia e no Recife, Pernambuco.
O zouk é ensinado nas academias de dança do Brasil, sendo chamado também de lambada francesa pois surgiu na época em que a lambada estava em evidência e por serem muito parecidos.
No Brasil, a música Zouk é dançada com movimentos parecidos com os da lambada, porém mais suaves, uma vez que a lambada é muito rápida. A dança hoje possui vários estilos, mas a base dos passos é sempre a lambada.
Giros com a cabeça, cambrés (movimento de tronco derivado do ballet) e chicotes (movimento feito com os cabelos) são passos marcantes nessa dança, no entanto, com o passar do tempo o Zouk foi ganhando influências de outros ritmos e modalidades e hoje existe uma variação de estilos como o Zouk Black, Lambazouk, Neo Zouk, entre outros.
O Zouk pode ser dançado em vários estilos de música como Kizomba, Black Music, R&B, Pop, Reggaeton e muitos outros. No entanto, não se deve confundir o estilo de dança com o estilo de música.
Essa dança mescla movimentações leves e suaves com outras mais impactantes. Para as mulheres, muito charme e sensualidade. Para os homens, a musicalidade ganha força com os movimentos de expansão e a marcação de tempo. Você ganhará bastante consciência corporal pois os movimentos são desmembrados, passando dos pés até a cabeça.

Nossos professores

Edson Dooley

Cristiane Ketizinsguel

Thais Regina Roque