Flamenco

Flamenco

     O Flamenco é um estilo de música e dança tipicamente espanhol. Essa manifestação cultural é relacionada sobretudo à comunidade autônoma da Andaluzia, ao sul da Espanha, assim como à cidade de Múrcia e à região de Estremadura.
     Com influência árabe, judaica e cigana, o flamenco está presente na identidade do povo andaluz e é considerado um ícone da cultura espanhola.
     O flamenco teve origem nos bairros pobres ciganos (as gitanerias) e foi passado de geração para geração transformando-se em uma expressão artística bastante elaborada.
    Por ter surgido em um período muito tumultuado, a história do flamenco perdeu detalhes importantes. Na época, os povos mouriscos, judeus e ciganos sofriam grandes perseguições por conta da inquisição espanhola.      Além disso, os ciganos – vindos da Índia em torno de 1425 – apresentavam uma forte tradição oral e suas músicas eram transmitidas através das próprias performances musicais para as comunidades.
     Em decorrência dessa trajetória difícil, a música e a dança flamenca transmitem demasiada emoção, retratando o espírito arrebatador das lutas, o orgulho de suas origens, as dores e alegrias do povo.
      Essa expressão cultural teve por muito tempo pouquíssimo reconhecimento e apenas nos últimos 200 anos ganhou projeção.
     Entre 1869 e 1910 houve a chamada “época de ouro”, quando o flamenco ganha espaço nos “Cafés Cantantes” – locais de entretenimento e shows. Nesse período, dançarinos e músicos passam a ser valorizados e surgem canções compostas especialmente para o violão flamenco.
     Originalmente, o flamenco consistia apenas de canto (cante) sem acompanhamento. Depois, começou a ser acompanhado por violão ou guitarra (toque), palmas, sapateado e dança (baile).Também foram incluídos os instrumentos de percussão: cajón e castanhola. O primeiro é uma caixa de madeira na qual o músico se senta e toca batendo as mãos. Já a castanhola consiste em dois pedaços de madeira, colocados ao redor dos dedos e tocados enquanto se executa a dança.

Castanholas

A castanhola é um instrumento de percussão criado pelos fenícios há três milênios que foi introduzido nos demais países do Mediterrâneo através do comércio marítimo desenvolvido por esse povo. Na Espanha tornou-se num instrumento nacional.
     É constituído por dois pedaços de madeira de castanheiro em forma de prato fundo, perfurado e ornamentado com uma fita que se coloca em redor do polegar. O seu nome deriva do seu formato, que lembra uma castanha. Elas são tradicionalmente feitos de madeira de lei, apesar da fabricação em fibra de vidro estar se tornando cada vez mais popular.
     As castanholas emitem um som seco e oco, de entoação imprecisa. São de origem espanhola, se bem que sejam conhecidas desde o tempo dos Romanos, são populares também em Portugal, assim como alguns países hispano-americanos.
     As castanholas servem de acompanhamento rítmico para muitas danças folclóricas, como o flamenco

Nossos Professores

Teresinha Ferreira

Adriana Bele Fusco